Coletivismo

[Imagem: 02.jpg]


Segundo Marx, o indivíduo tem direito à comida e moradia, não à liberdade e à propriedade. Esta ideia, tragicamente difundida no ocidente, pode ser resumida no axioma de que o coletivismo é o exercício dos direitos sociais em detrimento dos direitos individuais, já que o indivíduo deixa de ser proprietário de si mesmo, tornando-se propriedade dos “interesses sociais”.
Prisão maior não há!
O coletivismo anula a liberdade inerente à individualidade humana.
Se a semelhança de Deus no homem é a sua liberdade de escolha, então, o coletivismo marxista é a antítese dessa natureza humana espiritual.
Tais ideias marxistas somente persistem no seio da sociedade graças à propaganda maciça e ao processo de imbecilização em massa, por meio da grande mídia, da “educação” e da contracultura.
Em última análise o indivíduo passa a ser propriedade do Estado, personificado na voz de seus “administradores sociais”, que escravizam pessoas e mentes, matando a liberdade em nome de uma “justiça social” a ser requerida sob uma suposta procuração de amplos poderes.
Cada dia mais me convenço de que a NOM será implementada por meio da conquista de poder por parte da esquerda política, constituída pelo Socialismo (comunismo).
O Socialismo consiste no monopólio do poder político, econômico e religioso nas mãos de uma central única de poder. Isto é, em nome da democracia, prega-se o sistema mais totalitário que possa existir no planeta terra.
Todas as minorias insatisfeitas são arrebatadas pelo exército revolucionário da esquerda canalha, a fim de gerar uma narrativa e uma ocupação de espaços para os partidos políticos de esquerda.
No início do século passado, Lênin já desenhava a estratégia das tesouras, em que deveria haver uma alternância de poder entre a esquerda e a mão direita da mesma esquerda, a fim de que, em um curto período de tempo, não sobrasse um mínimo de representação político conservadora em um determinado país.
No Brasil a esquerda (PT) tem feito isso com a sua mão direita (PSDB) e o “aparelhamento” da máquina estatal assumiu proporções gigantescas, de modo que o monopólio da opinião levou o índice de liberdade de mercado no país a níveis muito próximos do engessamento Russo.
Escrito por via Fórum Anti Nova Ordem Mundial - Todos os Fóruns More at https://ift.tt/2sAfORk

Comentários