TERREMOTO DE 6,5 NA CHINA PODE TER MAIS DE 100 MORTOS E MILHARES DE FERIDOS

Resultado de imagem para terremoto china

Um terremoto de magnitude 6,5 atingiu a província remota e montanhosa de Sichuan, no Sudoeste chinês, nesta terça-feira, informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS). O tremor causou sete mortes e alguns danos em edifícios em uma região turística. A Comissão Nacional para Redução de Desastres da China informou que o número de mortos pode ultrapassar 100, com milhares de feridos. Segundo o órgão, mais de 130 mil casas poderiam ter sofrido danos. Já a imprensa local afirmou que mais de 30 pessoas ficaram feridas no município de Zhangzha, que tem poucos residentes permanentes.

O tremor atingiu uma área de população esparsa que fica 200 quilômetros a noroeste da cidade de Guangyuan, e teve profundidade de 10 quilômetros, afirmou o USGS. A agência de resposta a terremotos de Sichuan disse que o epicentro do tremor foi na prefeitura de Ngawa, povoada principalmente por tibetanos étnicos, muito dos quais são pastores nômades, mas também perto da reserva natural de Jiuzhaigou, um popular destino turístico que é patrimônio mundial da Unesco.


O governo de Sichuan acrescentou que 100 turistas no parque foram atingidos por um deslizamento de terra, mas que não havia relatos de mortos ou feridos entre esse grupo de pessoas. Mais de 38 mil turistas visitavam o lugar nesta terça-feira, segundo a agência Xinhua.


Fotos publicadas em contas de rede social geridas pela mídia estatal mostraram alguns pequenos danos em Jiuzhaigou, com tijolos caídos de prédios e pessoas reunidas em áreas externas. A televisão estatal citou um morador de um vilarejo próximo de Jiuzhaigou dizendo que nenhum prédio desmoronou, mas que houve fortes tremores e que as pessoas precisaram sair de suas casas.


Um policial disse à TV estatal que houve um certo pânico entre turistas quando o terremoto ocorreu, mas que até o momento não houve relatos de pessoas feridas com gravidades ou mortas.




Socorristas transportam homem ferido em deslizamento de terra após terremoto que atingiu província de Sichuan, na ChinaFoto: AP


Socorristas escavam monte de terra em busca de feridos no vilarejo de Gengi, em SichuanFoto: CHINA STRINGER NETWORK / REUTERS


Em 2008, a região de Sichuan foi alvo de um terremoto que deixou mais de 70 mil mortosFoto: CHINA STRINGER NETWORK / REUTERS


Socorrista carrega sobrevivente que ficou soterrado em deslizamento de terra em Puge, SichuanFoto: STR / AFP


Pessoas ocupam exterior de prédios na cidade de Xian, na província de Shanxi após terremoto de magnitude 6,5 Foto: STR / AFP


Bombeiros a postos em Longnan, na província de Gansu, antes de partir para o condado de Wenxian, após terremoto atingir a província vizinha de SichuanFoto: STR / AFP


Quarta província de maior população da China, com 80 milhões de habitantes, Sichuan, na fronteira com o Tibete, foi devastada em maio de 2008 por um grande terremoto. A tragédia deixou mais de 70 mil mortos. A região é frequentemente atingida por tremores e deslizamento.

Em junho, Sichuan foi atingida por fortes chuvas que derrubaram parte da montanha de 800 metros que fica sobre a aldeia de Xinmo, deixando ao menos 15 pessoas mortas e mais de 100 desaparecidas. O deslizamento soterrou ao menos 62 casas. Os escombros bloquearam um trecho de dois quilômetros de um rio e 1,6 quilômetro de estrada.



Via: http://ift.tt/2q3gGvm
Escrito por Marcos Goes CASA DE YISRAEL via LIBERTAR.in - Ministério CASA DE YISRAEL - Ezequiel 37:16-28 More at http://ift.tt/2sAfORk

Comentários